EDITORIAL

A SPN realizou de 19 a 21 de Maio, em Monte Real, mais um Forum subordinado aos temas do Comportamento e das Doenças do Movimento. Um evento vocacionado para a formação não só dos mais novos mas também dos restantes membros sempre motivados em se manterem actualizados.

De facto, admite-se hoje que o conhecimento médico se renova na sua quase totalidade a cada 5 anos e na Neurologia, em particular, que tem vindo a conhecer acentuado desenvolvimento em muitas das suas áreas tornando-se assim imprescindível uma atenção especial a esta actividade.

Nessa linha, a SPN concretizou uma parceria que levou à realização em Lisboa do “X World Congress - Controversies in Neurology (CONy) o qual decorreu em Março passado e que teve a participação de mais de 200 portugueses num computo geral um pouco acima dos 900 participantes de 57 países.

Em termos de atracção de eventos internacionais apraz-nos ainda anunciar que a SPN conseguiu assegurar a realização do 4º Congresso da European Academy of Neurology (EAN),o qual decorrerá em Lisboa em Junho de 2018. Este é o evento magno da Neurologia não só europeia como, provavelmente, mundial, sendo esperada uma participação superior a 7000 médicos.

Ainda em termos de anúncios divulgamos a realização em 2017, em substituição do nosso tradicional Forum, mais uma realização conjunta com a Soc. Portuguesa de Neurocirurgia, por amável proposta desta Sociedade à qual nos unem estreitos laços de cooperação e amizade. Recordamos que existe já um histórico de realizações conjuntas: 2009 (Carvoeiro) e 2012 (Porto). Estando esta prevista para o Funchal na segunda quinzena de Maio de 2017.

Finalmente, recordamos o nosso tradicional congresso anual em Novembro, conforme já divulgado. Este evento é focado nas relações das diversas áreas da Neurologia com questões de relacionamento social e estatal. Áreas de referenciação, estruturas de apoio, associações de doentes, rede de cuidados continuados, entre outros. Contamos com a participação de responsáveis políticos e sociais dessas áreas. Antevemos assim debates intensos em questões de tão grande relevância na nossa prática diária.

A adesão dos membros da SPN é o melhor estímulo para prosseguirmos com estas iniciativas.

A Direcção da SPN

 
 

SP Cefaleias

Em nome da Direcção da Sociedade Portuguesa de Cefaleias, a que tenho a honra de presidir, apresento os meus cumprimentos a todos os sócios e colegas.

Ao longo dos seus anos de vida (e já passaram mais de 15), a Sociedade Portuguesa de Cefaleias tem sido muito mais do que um grupo de clínicos motivados para a discussão de temas científicos, em torno de um grande grupo de entidades nosológicas, que possuem grande representatividade no dia-a-dia de doentes e médicos. Esta Sociedade é, efectivamente, um motor de investigação, inovação e divulgação científica muito relevante, no panorama nacional. Enquanto grupo de peritos, tem também a responsabilidade de formar e informar, orientar e esclarecer, contribuindo sempre para a melhoria dos cuidados de saúde prestados aos doentes com queixas de cefaleia.

Neste sentido (e imbuídos do dinamismo que herdámos de todas as Direcções anteriores), é nosso objectivo contribuir seriamente para manter este grupo unido em torno da grande causa subjacente à sua existência – a do estudo aprofundado das cefaleias, em todas as suas dimensões –, mas também congregar outros profissionais de saúde, de áreas distintas, na luta pela prestação de mais e melhores cuidados aos doentes, que são, sem dúvida, a razão da nossa existência.

Pretendemos, assim, uma Sociedade plural, diversa e aberta ao conhecimento, assumindo claramente para si a obrigação de ser o motor desta busca.

Tentaremos, para isso, manter o esquema actual de 2 reuniões científicas por ano, pugnando por um nível de produção científica cada vez maior e melhor. A próxima reunião terá lugar em Coimbra, nos dias 18 e 19 de Outubro. Desde já, formalizamos o nosso convite a todos os sócios e colegas que nela queiram participar, inclusivamente apresentando os seus casos clínicos e partilhando com todos a sua experiência diagnóstica e terapêutica. A data limite para submissão de resumos de trabalhos é a de 15 de Setembro e mais informações poderão ser obtidas na página oficial da Sociedade (www.cefaleias-spc.com).

Aqui poderá ser também obtida informação sobre os Prémios e Bolsa Tecnifar de Cefaleias, os quais, ao longo dos últimos anos e numa parceria estratégica, têm sido um instrumento muito relevante da promoção da investigação em cefaleias, no nosso país.

A página oficial da Sociedade Portuguesa de Cefaleias permite também a hiperligação às páginas da International Headache Society (http://www.ihs-headache.org) e da European Headache Federation (http://www.ehf-org.org), plataformas importantes para a disseminação do conhecimento relacionado com as cefaleias, a nível global.

Finalizamos renovando o convite à participação na próxima Reunião de Outono, em Coimbra e desejando que a comunidade científica, em geral, se agregue às iniciativas que venham a ser desenvolvidas por esta Sociedade. O conhecimento só faz sentido se for partilhado e se resultar na melhoria da qualidade da prestação de cuidados aos nossos doentes, objectivo primordial da nossa intervenção como clínicos.

Isabel Luzeiro
Presidente da Direcção da Sociedade Portuguesa de Cefaleias

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
julho 2017
D Sb
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31




 

 

Sociedade Portuguesa de Neurologia * Campo Grande, 380 (3K) Piso 0 ? E * 1700-097 LISBOA, Portugal
Tel / Fax.: 21 8205854   TM: 938149887 * sec.spn@gmail.com